POBREZA MENSTRUAL

Se para a maior parte da população que menstrua os cuidados são apenas mais um hábito de higiene, para uma pequena, mas significativa, parcela desse público a realidade são condições precárias de higiene, como falta de acesso a itens básicos, falta de informação e de apoio nesse período.

Dados da ONU apontam que, no mundo, uma em cada dez meninas falta às aulas durante o período menstrual. No Brasil, esse número é ainda maior: uma entre quatro estudantes já deixou de ir à escola por não ter absorventes.

Pela primeira vez o Congresso brasileiro APROVOU o projeto de DISTRIBUIÇÃO GRATUITA de ABSORVENTES para estudantes de baixa renda e pessoas em situação de rua, para assegurar a mulheres, meninas, homens trans e demais pessoas com útero o acesso a itens como absorventes femininos, tampões íntimos e coletores menstruais. O documento sugere ainda que sejam priorizados produtos com menor impacto ambiental.

Hoje, BOLSONARO VETOU O PROJETO. Agora, a palavra final será dos parlamentares, que decidirão se mantêm ou derrubam os vetos de Bolsonaro.

Vale ressaltar que a oposição já denunciou Bolsonaro à ONU, a bancada do PSOL na Câmara apresentou nesta quinta-feira (7/10) uma denúncia à Organização das Nações Unidas (ONU).

 

Download Nulled WordPress Themes
Download Premium WordPress Themes Free
Download WordPress Themes
Download Best WordPress Themes Free Download
udemy paid course free download

Disponível em <https://sindufla.org.br/2021/10/18/curso-treina-mulheres-a-ingressar-na-politica/> Acesso: 21/10/2021 às 15:52