Nota de Posicionamento – Manifestações sobre a Recepção de Calouros da UFLA.

NOTA DE POSICIONAMENTO

A diretoria do Sindicato dos Técnico-Administrativos das Instituições de Ensino Superior de Lavras – SINDUFLA, vem, por meio desta nota, repudiar veementemente as manifestações de ódio veiculadas nas redes sociais e veículos de imprensa difusores de factoides e desinformação em virtude da divulgação da programação da Recepção de Calouros da Universidade Federal de Lavras que, dentre as diversas atividades ofertadas, contam também com oficinas que abordam temáticas voltadas para a promoção de uma educação pautada pelo respeito às diferenças, pelo combate as injustiças e desigualdades e sobretudo, pela proteção aos direitos humanos.

Sob o falso pretexto de combater a “doutrinação” nas universidades alinhada com uma determinada ideologia política, é cada vez mais frequente a ação de grupos conservadores que querem impingir sua própria visão de mundo, ameaçando quaisquer iniciativas que vão contra suas crenças e seus valores. Com intuito claramente intimidatório, tais ações colocam em risco a autonomia universitária, a liberdade de cátedra e os fundamentos de uma sociedade plural e democrática.

Em um país cujos índices de violência contra grupos minoritários, composto por mulheres, jovens negros/as, pobres, pessoas LGBTI, povos indígenas, entre outros, figuram entre os mais altos do mundo; em um pais onde se observam números alarmantes de casos de machismo, racismo, homofobia nas mais diversas instâncias sociais, inclusive dentro das universidades, é de se espantar que temas voltados para a temática de gênero, política de cotas e direitos humanos sejam considerados como sendo “pautas de esquerda” quando, na verdade, deveriam ser uma causa defendida por todos os cidadãos e cidadãs, independente de ideologia político-partidária.

É dever de uma universidade, muito mais do que treinar profissionais aptos para o mercado de trabalho, promover espaços de formação humana, possibilitar uma educação crítica e emancipadora, resguardando os direitos fundamentais a qualquer pessoa, entre eles, o direito inalienável e universal à diferença.

A diretoria do SINDUFLA, que sempre esteve comprometida com as causas das minorias, não pode se furtar de manifestar seu irrestrito apoio à iniciativa da Universidade Federal de Lavras, por meio da Pró-Reitoria de Graduação e pela Coordenadoria de Diversidades e Diferenças vinculada à Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis e Comunitários. Acreditamos que a educação não deve ser concebida como mero treinamento de mão-de-obra, e sim ser capaz de proporcionar o pleno desenvolvimento humano, bem como seu preparo para o exercício da cidadania. Sendo assim, não abriremos mão de defender uma educação pública, gratuita, laica, democrática, socialmente referenciada e emancipatória.

Lavras, 08 de março de 2018.

Nota de Posicionamento – 08-03-2018

Download WordPress Themes
Download Premium WordPress Themes Free
Download Premium WordPress Themes Free
Free Download WordPress Themes
free download udemy course

Disponível em <https://sindufla.org.br/2021/11/24/atos-contra-as-pecs-32-e-23-chegam-na-11a-semana-2/> Acesso: 30/11/2021 às 16:08