Moção em apoio à greve nas Universidades Paulistas

Moção em apoio à greve nas Universidades Paulistas

Reunidos em Assembleia Geral, realizada no dia 21 de Junho de 2018, a categoria dos técnicos administrativos da Universidade Federal de Lavras manifesta seu apoio aos trabalhadores, trabalhadoras e estudantes das Universidades Estaduais Paulistas em greve.

As Universidades Estaduais Paulistas concentram uma parte significativa da educação pública superior no Brasil e juntas empregam diretamente dezenas de milhares de trabalhadores entre funcionários e docentes que estão tendo seus salários arrochados pela crise econômica e falta de reposição salarial.

A crise das Universidades e as políticas das Reitorias de precarização aumentam o afastamento da classe trabalhadora da Universidade pública, gratuita e de qualidade, bem como prejudica o atendimento à saúde da população que os Hospitais Universitários desempenham.

Enquanto sucateiam as Universidades e os Serviços Públicos os governos garantem quase metade do orçamento público para pagamento de juros aos banqueiros e os políticos se afundam na corrupção e negociatas com os grandes empresários.

Ao invés de lutar por mais recursos públicos as Reitorias querem jogar para os Conselhos Universitários a definição do reajuste salarial em uma clara tentativa de fragmentação dos movimentos sindical e estudantil. Os Conselhos Universitários devem retirar da pauta essa discussão. A reivindicação conjunta de pautar o reajuste salarial no âmbito da negociação entre o Fórum das Seis e o CRUESP é uma conquista histórica das categorias na USP, Unicamp e Unesp e deve ser respeitada.

Assim apoiamos a seguinte pauta apresentada pelos colegas:

  • Não ao arrocho salarial!
  • 1,5% não! Por 12,6% de reajuste para repor as perdas salariais!
  • Pela negociação entre Fórum das Seis e CRUESP !
  • Concurso público já! Contra a terceirização! a do financiamento público para uma Universidade Pública para a classe trabalhadora!

Versão em pdf.

1 comentário a "Moção em apoio à greve nas Universidades Paulistas"

  1. Eu apoio a greve, chega de migalhas , queremos apenas o que nós é justo.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.


*